"UM DIA, UM HOMEM SE ESQUECEU DE MIM", DIZ MIDIAN LIMA SOBRE O PAI


Vítima de abandono paterno, a cantora profetiza sobre mulheres que foram abandonadas


Preciosa Midian durante a gravação do clipe "Não pare". FOTO| REPRODUÇÃO/ DIVULGAÇÃO



urante o Congresso de Mulheres "Maranata", a cantora gospel Midian Lima, revelou ter sido "esquecida" pelo seu próprio pai, enquanto louvava a canção "Jesus não se esqueceu de você". Emocionada, a cantora impactou as milhares de mulheres presentes no evento ao revelar que sofreu abandono paterno. A ministração aconteceu no dia 10 de Maio de 2019, na Igreja "Semeando Amor", em Campos, Rio de Janeiro.


Após cantar algumas canções, Midian falou sobre os aspectos que permeiam uma mulher abandonada por um homem, surpreendendo os líderes e a igreja, ao dizer que este homem que a esqueceu por 14 anos foi o seu pai, que veio reconhecê-la legalmente apenas na adolescência.

"Eu não sei quem te esqueceu, eu não sei qual foi o "cara" que te abandonou. Ele disse que te amava e que iria até o fim por causa de você, mas no meio do caminho, como dizem por aí "ele deu o pé", e você está parada, está ferida, está estagnada, não acredita mais em nada, não acredita mais em ninguém. Meu pai se esqueceu de mim, mas o meu "Pai Celestial", aquele que deu o seu único filho, como diz em 1 Pedro, Capítulo 1, versículo 18,19 e 20, "vós não fostes comprados com prata e nem com ouro", disse a cantora que, em seguida, falou em línguas e continuou:


"O que o diabo está dizendo para você sobre o que você vale é muito menos do que o sangue que foi derramado por você. Você não vai ficar a vida toda, menina, se rastejando atrás desse amor, porque tem um pai que te ama muito, muito e muito mais do que quem foi embora e te "deixou na mão", te deixou "na pista", te deixou na pior. Tem um homem que entregou a sua vida, que deixou o seu trono por amor de ti", afirmou a cantora que, logo em seguida, começou a profetizar e cantar:


"Por amor da tua alma, por amor da tua vida". Apontando para o céu, a cantora diz: "Ele foi, mas prometeu, e Ele não tem hábito de deixar na mão quem ele promete", fazendo menção sobre Deus.


Na sequencia, Midian fala da volta de Jesus Cristo e afirma que não é possível que mulheres feridas permaneçam "paralisadas e estagnadas", lembrando de quem as feriu, abandonou ou sobre "ter ou não razão". Por fim, convida as mulheres para se dirigirem em um momento de cura espiritual e oração.


CONFIRA A PROFECIA PRECIOSA:

IMAGENS| REPRODUÇÃO/ YOUTUBE

Para a psicóloga baiana especializada em atendimento à vítimas de violência doméstica, Emily Machado, o abandono afetivo gera sentimentos de "menos-valia", o que dificulta o desenvolvimento de relacionamentos saudáveis:


"As (os) genitoras (os) exercem um papel elementar no desenvolvimento das/dos filhas/os. É possível encontrar no contexto brasileiro pesquisas que verificaram as repercussões negativas desencadeadas pelas más experiências com a figura paterna, o abandono afetivo, por exemplo, é cada vez mais comum. Relacionamentos a base de negligência tendem a introduzir em suas filhas mulheres sentimento de insegurança, menos-valia e possivelmente dificuldade de constituir relacionamentos amorosos satisfatórios."


O vídeo alcançou mais de 80 mil visualizações, gerando vários comentários. Entre eles, um relato de abuso sexual sofrido pelo Pastor Jhonatan Stuartt durante a infância, confirmando a mesma "paralisia" e "conflito de identidade" citados na ministração da cantora.


"Eu sofri dois abusos sexuais na infância, um por parte de uma pessoa próxima e outro por uma empregada. Gerou em mim depressão e conflito sobre minha identidade e orientação sexual. A partir de então, minha vida foi isolada dentro de casa, em frente ao vídeo game e internet", desabafou o pastor.


PATERNIDADE "IRRESPONSÁVEL"


Segundo dados da Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), mais de 80 mil crianças foram registradas sem o nome do pai no primeiro semestre de 2020.


De acordo com a Associação Nacional dos Registradores Civis de Pessoas Naturais (Arpen Brasil), neste primeiro semestre, foram registrados 1.280.514 nascimento de crianças no país. Destes, 80.904 (6,3%) têm apenas o nome da mãe na certidão de nascimento.


Ainda de acordo com a Arpen-Brasil, este percentual de "paternidade irresponsável" se mantêm estável durante os últimos anos. Em comparação aos semestres anteriores, no primeiro semestre de 2018, foram 1.396.891 nascimentos registrados, sendo 80.306 (5,74%) sem registro paterno. Em 2019, o total de nascimentos foi de 1.426.857, com 87.761 (6,15%) constando apenas os nomes das mães.







Posts recentes

Ver tudo
VOLUNTÁRIOS (4).png

PROJETO    PRECIOSA   

Primeiro   Portal   de  Notícias   especializado    em     violência     de   gênero  religiosa  e   assistência    para   vítimas    do    Brasil 

Todos os direitos reservados | © 2020  por  Projeto Preciosa. 

ORIENTAÇÃO   ESPIRITUAL,  JURÍDICA   &   PSICOLÓGICA 

ABENÇOE  O  PROJETO  PRECIOSA

115812777_1400609653660793_7495828153826

ENTRE  EM  CONTATO,  QUEREMOS   ACOLHER   O  SEU   CLAMOR

CONTE  SUA  HISTÓRIA!