APÓS AGREDIR MULHER, PASTOR SE PRONUNCIA "DEUS RESTAUROU O NOSSO CASAMENTO"

NITIDAMENTE INTIMIDADA, VÍTIMA CONFIRMA AGRESSÃO




PASTOR AMEAÇANDO A ESPOSA / FOTO| REPRODUÇÃO/ YOUTUBE


esta terça-feira (2), viralizou nas redes sociais, um vídeo de um homem agredindo a mulher com tapas e ameaçando-a com violências psicológicas. As postagens indicavam que o agressor seria um pastor evangélico chamado Nilton, residente da cidade mineira de Ribeirão das Neves.


No vídeo, em um confronto desleal, a mulher se encontra sentada em um sofá, enquanto o agressor se mantém em pé, encarando-a, levantando a voz e apontando o dedo na face da esposa, em uma clara tentativa de silenciamento diante das ameaças:



"Como assim você viu? Dobra sua língua, dobra sua língua", em seguida, ele desfere um tapa na mulher, e continua dizendo:


"Dobra sua língua, dobra sua língua, dobra sua língua, se não (dobrar) eu vou arrebentar você, você vai ficar "banguela", tá ouvindo?". Novamente volta a agredi-la no rosto e apontando o dedo, repete:


"Dobra sua língua, dobra sua língua", ela o encara, e ele diz:

"Você me respeita", e volta a agredi-la. "Você me respeita, você me respeita. Dobra sua língua", finaliza.


REPRODUÇÃO/ YOUTUBE

Através de um pronunciamento nas redes sociais, visivelmente abatida e aparentemente coagida, após a exposição da violência, a mulher ( que não teve o seu nome divulgado), confirmou as agressões e a penalização do marido pela Lei Maria da Penha:


"Oi gente, boa noite. Eu e o Nilton, viemos aqui para esclarecer um fato que nos aconteceu nesta tarde. Foi postado nas redes sociais um vídeo, onde o Nilton aparece me agredindo, o fato aconteceu, sim, aconteceu. Mas esse vídeo não é de hoje, não é de agora, esse vídeo foi gravado no ano de 2019. No ano de 2020, o Nilton foi preso e respondeu por "Maria da Penha", por causa dessa agressão. Não sei quem foi que postou, por qual motivo postou, mas nós já procuramos os nossos direitos, já fomos nas Delegacias Especializadas e, com certeza, eles vão acabar descobrindo e vão acabar chegando em quem fez essa postagem, e ela vai responder por isso, infelizmente.



Boa noite, meu nome é Nilton, PASTOR NILTON, faço das palavras da Zilda as minhas palavras também. Só quero dizer que, alguns pastores conhecidos meus, amigos meus, têm esse vídeo, já viram esse vídeo, já comentou esse vídeo comigo, e esses mesmos pastores estão cometendo o mesmo erro, questionando sobre esse vídeo comigo. Como vocês analisaram, o vídeo é antigo, de 2019, como a minha esposa disse, me arrependi do ocorrido, Deus restaurou, Graças a Deus, o nosso casamento novamente, e quero dizer para vocês que o nosso casamento está em um alicerce, ele está fixado. Boa noite. "



REPRODUÇÃO/ YOUTUBE


De acordo com o analista e perito em linguagem não verbal, Ricardo Ventura, o posicionamento do Pastor Nilton de autoafirmação como pastor e, posteriormente, o questionamento da comunidade de fé em relação ao vídeo e a incredulidade do título, resultam na chamada "síndrome do impostor", ou seja, quando se há uma dualidade do ser, sobretudo quando ele argumenta que o vídeo já era conhecido por pastores que voltaram a questioná-lo. A maneira, mais uma vez, de silenciar, agora, "os pastores", é a afirmação de que "Deus restaurou seu casamento e eles estão fixos", todavia, não afirma qual alicerce seria esse.


Para o pastor carioca, Nandão Nunes, líder da Igreja Evangélica "Sou Casa do Pão", a melhor medida a ser feita é a cassação credencial de pastor:


"Não podemos corroborar com esse tipo de atitude em nossa sociedade, menos ainda em nossas comunidades de fé. Mas e se arrepender? Deus perdoa, continua congregando, vai para o céu, mas ser um pastor, nunca mais."






De acordo com a coordenadora da Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher da cidade de Ribeirão das Neves, Ana Paula Azevedo, a cidade tem cerca de 170 mil mulheres e conta apenas com uma Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) que atua em condições precárias, com um quadro de funcionários reduzido e falta de equipamentos para atender os mais de 5 mil inquéritos já registrados.


Segundo levantamento recente, ocorrem em média, 25 novos casos de violência contra a mulher diariamente na cidade. Para piorar a situação, em outubro de 2020, a delegada Carla Pereira Amorim foi exonerada do cargo e, atualmente, a DEAM da cidade está sem uma delegada oficial.


"A REVIM/ RN, Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, da qual sou coordenadora, encaminhou em dezembro passado, junto com o Conselho Municipal Dos Direitos da Mulher de Ribeirão das Neves (CMDM/RN), um ofício direcionado à Secretária de Estado de Justiça e Segurança Pública, Superintendência da Polícia Civil de Minas Gerais e Delegacia Regional da Polícia Civil de Minas Gerais. O documento solicitou ao menos outras duas escrivãs e duas investigadoras, assim como a nomeação imediata de uma nova delegada titular para a DEAM/RN.





Como coordenadora do Revim repúdio mais esse triste episódio. Nenhuma forma de violência contra às mulheres será tolerada. Seja em casa ou nos espaços religiosos, não nos calarão.


É importante dizer que estive com o pastor Nilton Carlos Ferreira, da Igreja Batista Central em Ribeirão das Neves. O recebi junto com a esposa e seus filhos. O pastor tem sido associado erroneamente ao caso já que nem ele e nem sua esposa estão no vídeo que está circulando nas redes."


A coordenadora finaliza que "segue realizando contato com outros pastores na tentativa de chegar a vítima e ao agressor".


Até o fechamento dessa matéria, não tivemos a confirmação do local do crime e a igreja que o pastor atua.








Se você é um HOMEM DE DEUS e é contra a violência doméstica, faça parte da campanha "Homem de Deus não bate em mulher", e compartilhe essa iniciativa:







Posts recentes

Ver tudo
VOLUNTÁRIOS (4).png

PROJETO    PRECIOSA   

Primeiro   Portal   de  Notícias   especializado    em     violência     de   gênero  religiosa  e   assistência    para   vítimas    do    Brasil 

Todos os direitos reservados | © 2020  por  Projeto Preciosa. 

ORIENTAÇÃO   ESPIRITUAL,  JURÍDICA   &   PSICOLÓGICA 

ABENÇOE  O  PROJETO  PRECIOSA

115812777_1400609653660793_7495828153826

ENTRE  EM  CONTATO,  QUEREMOS   ACOLHER   O  SEU   CLAMOR

CONTE  SUA  HISTÓRIA!