Cachecol vermelho

| ADÃO |

ORAÇÃO NÃO PODE LEGITIMAR CRIME!

Chico Buarque Mulheres de AtenasCHICO BUARQUE

OUÇA  ENQUANTO  LÊ

KENNER  TERRA

"MULHER, SEDE  SUBMISSAS

AOS  SEUS  MARIDOS"

EFÉSIOS

5:22

ilustração |  Reprodução/ Amada  Macapá

Alfabeto con brillantes_ (8).png

CONSIDERAÇÕES BREVES SOBRE MACHISMO ESTRUTURAL NO JUDAÍSMO O judaísmo é uma tradição religiosa que se baseia evidentemente na Tanach, isto é, a Bíblia Hebraica, que corresponde ao Antigo Testamento na tradição cristã, e também em uma tradição oral desenvolvida ao longo de séculos. No que diz respeito ao testemunho bíblico propriamente será impossível falar de machismo, visto que na Bíblia, a mulher é muito mais importante que podemos pensar, o que é simplesmente surpreendente, visto que estes textos foram compostos em um ambiente predominantemente rural, patriarcal e androcêntrico sociologicamente falando. Na contramão deste ambiente vivencial, os textos bíblicos falam, por exemplo, de homem e mulher criados à imagem e semelhança do Deus Criador (Gn 1) e no assim chamado “segundo relato (ou segunda narrativa) da criação” (Gn 2) é descrita a criação da mulher a partir da costela do homem. O texto deve evidentemente ser entendido como tendo linguagem simbólica e figurada, e sugere diferença e complementaridade entre ish – homem – e ishah – mulher. São diferentes, mas se complementam. Curiosamente rabinos na Idade Média, há mais ou menos mil anos, interpretaram este texto apontando para o fato que a mulher não foi criada a partir de um osso do pé do homem, para ser pisada por ele, nem do seu crânio, para não mandar nele, mas da costela, isto é, do lado, ou seja, a ideia de estar nem acima nem abaixo, mas ao lado. Muitos outros textos bíblicos vão apresentar um protagonismo feminino impressionante, com mulheres em papel de destaque o que, não será demais repetir, é impressionante e inesperado, se levarmos em conta o já mencionado aspecto do ambiente social onde os textos bíblicos foram produzidos. A famosa “mulher virtuosa” de Provérbios 31 é um exemplo: ela é tudo, menos passiva. Muito pelo contrário, ela é dinâmica, ativa, administra sua casa, parece que tem mil olhos, mil pés e mil mãos. Outro exemplo incrível é Tamar, na curiosa história de Gênesis 38, que no início da narrativa é absolutamente passiva, mas depois em ato de coragem toma as rédeas de sua vida em suas mãos e decide fazer o que ela quer, e não mais se submete ao que outros decidem por e para ela. O Novo Testamento vai apresentar também um protagonismo feminino importante. Já tem sido amplamente destacado o fato que as primeiras testemunhas do túmulo vazio foram mulheres, o que é evidência que este relato jamais poderia ter sido inventado – é tão surpreendente e improvável que só pode ser verdadeiro. Em Romanos 16 Paulo cita nomes dos líderes das comunidades cristãs na cidade de Roma, e há ali dez nomes de mulheres, o que é notável, pois o mundo greco-romano também era androcêntrico. O judaísmo posteriormente desenvolveu uma postura machista, em um processo longo e lento. Em alguns setores do judaísmo contemporâneo há mulheres rabinas (nos Estados Unidos pelo menos) mas o judaísmo ultra ortodoxo conserva uma postura que relega a mulher a uma posição de inferioridade.

À vista disso, romantizar a violência doméstica como faz o clipe “A voz” da cantora Cassiane não é sinal de fé na oração. Pelo contrário, sem que os produtores se deem conta, o discurso veiculada no vídeo desconsidera o sofrimento de evangélicas que são alvo de dolorosas violências, muitas vezes diante de seus filhos, e, ao mesmo tempo, alimenta a narrativa perversa do silêncio como caminho de piedade. Tal perspectiva acaba contribuindo para que lares evangélicos continuem com altos índices de violência doméstica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

Crime não se enfrenta com espiritualização! Sei que não é fácil. Há uma série de implicações. Contudo, nós não podemos legitimar monstruosidades. Sim, a oração é importante, mas não entra no lugar da denúncia e auxílio às mulheres vítimas desse pecado. Felizmente, as reações ao vídeo mostram que as pessoas entenderam a absurdidade desse clipe, especialmente neste contexto de pandemia em que a violência doméstica tem aumentado.

Irmãs, não espere orando. Orando, busquem ajuda e denunciem.

 

 

 

pretas-rubis-superf%C3%ADcie-banco-de-il

SEU  LIVRO ATUAL , "O  LUGAR" , REFLETE   SOBRE   OS   DIVERSOS POSICIONAMENTOS    POLÍTICOS    QUE   SE   PODE   TER   E    ATÉ   ONDE SE    CONSEGUE    IR, EM    UM   MUNDO   DISTÓPICO

PARA   ADQUIRIR  O  LIVRO,  ACESSE:

SILVIO  GOMES   MESTRE   EM   CIÊNCIAS   DAS   RELIGIÕES   ESPECIALISTA    EM   CIÊNCIA  POLÍTICA  E  GRADUADO  EM  TEOLOGIA.  ASSOCIADO  DA   ABIN   ( ASSOCIAÇÃO  BRASILEIRA   DE   PESQUISA   BÍBLICA), AUTOR   DE   ARTIGOS   E    LIVROS   NA   ÁREA   DE TEOLOGIA   BÍBLICA   E    ROMANCISTA. 

  • Facebook - White Circle
CONTATO:

SIGA- NOS

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube
  • Grey Google ícone de reprodução
  • Grey Spotify Ícone

ORIENTAÇÃO   ESPIRITUAL,  JURÍDICA   &   PSICOLÓGICA 

ABENÇOE  O  PROJETO  PRECIOSA

115812777_1400609653660793_7495828153826

ENTRE  EM  CONTATO,  QUEREMOS   ACOLHER   O  SEU   CLAMOR

CONTE  SUA  HISTÓRIA!

Todos os direitos reservados | © 2020  por  Projeto Preciosa.